Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281278
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Vulnerabilidade em saúde no contexto de mudanças ambientais = o caso das doenças de transmissão hídrica em Caraguatatuba, Litoral Norte - SP
Title Alternative: Health vulnerability in the context of environmental changes : the case of waterborne diseases in Caraguatatuba, North Coast - SP
Author: Asmus, Gabriela Farias, 1981-
Advisor: Seixas, Sônia Regina da Cal, 1956-
Abstract: Resumo: Na modernidade tardia, a sociedade enfrenta as consequências de profundas mudanças socioambientais que se evidenciaram a partir da segunda metade do século XX: urbanização acelerada, degradação e poluição dos recursos naturais, depleção da biodiversidade e aquecimento global. Ao mesmo tempo, fortes desigualdades sociais caracterizam este ambiente, onde grupos populacionais são excluídos de bens e serviços essenciais à saúde e bem estar humano como acesso à infraestrutura urbana, à informação, à moradia, aos serviços de saúde, dentre muitos outros capitais. O aquecimento global e as mudanças nos padrões de pluviosidade preconizados para as próximas décadas são as mudanças ambientais mais discutidas da atualidade. Elas representam novos riscos e incertezas para o futuro de questões de saúde já preexistentes na sociedade, especialmente àqueles associados às doenças de transmissão hídrica (DTH). Este trabalho buscou identificar a vulnerabilidade em saúde associada às mudanças ambientais no litoral norte do estado de São Paulo, utilizando as doenças de transmissão hídrica como objeto de análise ¿ em especial, as diarreias agudas - e o município de Caraguatatuba como local de estudo. O saneamento ambiental, o ritmo climático e os aspectos culturais formam as principais categorias analíticas utilizadas para explicar os padrões observados de incidência de diarreias agudas em Caraguatatuba, que atualmente tem taxas de morbidade 40% maiores do que as taxas observadas há dez anos. Crianças são proporcionalmente mais atingidas, mas destaca-se o fato de que 46% da morbidade anual recaem sobre a população adulta. Observou-se que os registros de diarreia são superiores nas oito primeiras semanas do ano. A temperatura e a pluviosidade explicam o comportamento da incidência de diarreia em quase todas as faixas etárias avaliadas. A distribuição espacial de uma amostra dos casos totais de diarreia ocorridos entre 2005 e 2010 demonstrou que sua incidência não se correlaciona aos locais com maior taxa de utilização de água fora do sistema de distribuição municipal, nem mesmo aos locais com maior taxa de moradores desprovidos de coleta de esgoto ou lixo domiciliar. Também não se relacionou às áreas potenciais de inundação do município. Esse é um indício de que o local de contaminação não está associado ao endereço de moradia registrado pelo paciente. As fontes de contaminação mais citadas são alimentos e água consumidos fora do lar, onde não se pode atestar as condições de higiene e tratamento. Ao mesmo tempo, evidenciou-se um comportamento cultural associado ao "veraneio", que inclui mudanças nos hábitos alimentares e maior exposição ao ambiente. No senso comum da população, as diarreias não são consideradas um "problema", e sim, uma situação passageira de desconforto dentro da normalidade. Conclui-se que em um contexto de mudanças ambientais, um potencial aumento de temperatura e aumento do volume de chuvas são considerados elementos importantes da vulnerabilidade em saúde dos moradores de Caraguatatuba. Outros elementos importantes estão associados às particularidades culturais de uma cidade turística e litorânea que possui comportamento alimentar e atitudes diferenciadas no verão

Abstract: In the late modern society, we face the consequences of deep social and environmental changes that are self-presented from the second half of the 21st century: accelerated urbanization, pollution and natural resources degradation, biodiversity depletion, and global warming. Simultaneously, strong social inequities characterize this environment, where segments of the population are excluded from goods and services essential for human health and wellbeing, among many others. Temperature rising and changes in rainfall patterns predicted for the next decades are among the most discussed environmental changes nowadays. They represent the new risks and uncertainties for the future of health questions already present in society, especially those associated with waterborne diseases. The present study identified the vulnerabilities on health associated with environmental changes at the Northern coast of São Paulo State, using waterborne diseases as object of analysis ¿ especially acute diarrhea ¿ and the Caraguatatuba municipality as a study site. Environmental sanitation, climatic rhythm and cultural aspects were the main analytic categories used to explain the observed patterns of acute diarrhea in Caraguatatuba, which currently shows morbidity rates 40% higher than those observed 10 years ago. Children are proportionally more affected, but it stands out the fact that 46% of the annual morbidity falls to the adult population. It¿s observed that diarrhoea records are superior at the 8 first weeks of the year. Temperature and rainfall explain the diarrhea incidence in almost all ages analyzed. Spatial distribution from the cases recorded between 2005 and 2010 demonstrated that its incidence is not correlated to the places without access to safe water, not even to the places with the highest rates of people deprived of sewage and garbage collection. Moreover, diarrhoea was not related to the potential flooding areas at the municipality. This evidences that the local which houses the contamination is not associated to the address of the patient. The main contamination sources were food and water consumed outside their houses, where they cannot attest hygiene and treatment. At the same time, it was evidenced a cultural behavior associated with "veraneio". Population common sense tells that diarrhoea is not considered a "problem", but a momentary state of discomfort inside normality. It was concluded that within the context of environmental changes, a potential increase in temperature and rainfall are considered important elements for the health vulnerability of the Caraguatatuba inhabitants. Other important elements are associated with cultural particularities of a touristic and coastal city that possesses a differentiated feeding behavior during summer season
Subject: Vulnerabilidade
Mudanças climáticas - Caraguatatuba (SP)
Diarreia
Saúde ambiental - Caraguatatuba (SP)
Editor: [s.n.]
Citation: ASMUS, Gabriela Farias. Vulnerabilidade em saúde no contexto de mudanças ambientais = o caso das doenças de transmissão hídrica em Caraguatatuba, Litoral Norte - SP. 2014. 249 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281278>. Acesso em: 26 ago. 2018.
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Asmus_GabrielaFarias_D.pdf7.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.