Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281172
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Conte comigo = a migração abrindo portas: migração interna, redes de suporte social e vulnerabilidade social na Região Metropolitana de Campinas
Title Alternative: Stand by me : the migration provinding a gateway: internal migration, social support networks, social vulnerability in Campinas Metropolitan Area
Author: Cunha, Tiago Augusto da, 1982-
Advisor: Cunha, José Marcos Pinto da, 1959-
Abstract: Resumo: Não é de hoje que diversos estudos se propõem a analisar o processo migratório a partir da perspectiva das redes sociais. Para tanto, tais estudos basicamente investigam tanto os efeitos que elas possuem no direcionamento do fluxo populacional, quanto as possíveis mitigações dos riscos e custos inerentes ao processo e, consequentemente, a provável maior facilidade de integração do recém-aportado migrante às regiões de destino. Contudo, não é este necessariamente o objetivo final e geral do presente estudo, senão o contrário. Interessa-nos observar o caminho inverso, ou seja, quais os impactos nas redes sociais derivados do próprio ato de migrar? Considerando que a resposta a essa pergunta seria algo relativamente simples de se verificar, sugerimos uma nova indagação: que efeitos (benefícios ou não) são ocasionados por prováveis modificações à estrutura das redes sociais dos envolvidos pós-migração? A partir daí, duas novas dimensões são aqui abarcadas: além das alterações experienciadas pelo componente formal das redes sociais (sua estrutura), há ainda transformações no seu componente substantivo, ou seja, no capital social derivado desta mesma estrutura de relações sociais, bem como das possibilidades de transformações sociais mais gerais (suas vantagens ou limitações). Como ilustração desse último domínio toma-se como conceito operativo o de vulnerabilidade social. Em suma, interessa observar de que maneira as alterações tanto de forma (mais ou menos contatos e quem eles são), assim como de conteúdo (qualidade dos recursos por eles disponibilizados) das redes sociais de migrantes podem ter sido responsáveis, pós-migração, por uma determinada condição/situação de vulnerabilidade social ou pela superação por parte daqueles nela envolvidos. Para tanto, é realizado um estudo acerca da Região Metropolitana de Campinas (RMC) com base nos dados de uma pesquisa domiciliar realizada em 2007, realizamos um estudo da Região Metropolitana de Campinas (RMC), promovendo um levantamento quantitativo e qualitativo. No primeiro, oferecemos um grande detalhamento sobre a mobilidade da população na região, bem como informações interessantes para a análise de vários elementos relativos à atuação das redes sociais no processo migratório e algumas formas de capital social de que dispõem as pessoas e famílias. No segundo, aspectos qualitativos foram verificados através da aplicação do software EGONET, de autoria da Universidad Autónoma de Barcelona (UAB)

Abstract: It has not been recent that several studies propose analyzing the migratory process from the social network perspective. To do so, such studies basically investigate the effects those networks have on the drive of population flow, as well as the possible mitigation of risks and costs inherent to the process; hence, the likely easier integration of the immigrant newly-coming to the destination areas. However, that is not necessarily the final and general object of the present study, but otherwise. We are interested in observing the reverse path, i.e. what are the impacts arising from the migration act itself? Considering that the answer to that question would be somehow a simple one to be verified, we suggest a new enquiry: which effects ¿ whether positive or not ¿ are generated by modifications suffered by the social networks structure of those involved after-migration? From that point, two new dimensions are encompassed: besides changes lived by the formal components of social networks (its structure), there are still modifications in its tangible components, i.e. in the social capital derived from the same social relations structure, as well as the possibilities of more general modifications (their advantages or constraints). In order to illustrate that last domain, the operative concept of social vulnerability is applied. In short, it is our interest to observe how changes - either in the form, more or less contacts and who they are, or in the content, the quality of resources they set available, of migrant social networks - may respond for a given condition/situation of social vulnerability or by its overcoming from those involved, post-migration. Based on data from a domicile research performed in 2007, we carried out a study in the Campinas Metropolitan Area - Região Metropolitana de Campinas (RMC) ¿ promoting quantitative and qualitative findings. The first offers large detailing on population mobility in the area, in addition to interesting information for the analysis of several elements regarding the activity of social networks in the migratory process, besides some forms of social capital held by people and families. The second offers qualitative aspects raised by applying the EGONET software, created by the Autonomous University of Barcelona (UAB)
Subject: Redes de relações sociais
Capital social (Sociologia)
Vulnerabilidade social
Migração interna - Campinas, Região Metropolitana de (SP)
Editor: [s.n.]
Citation: CUNHA, Tiago Augusto da. Conte comigo = a migração abrindo portas: migração interna, redes de suporte social e vulnerabilidade social na Região Metropolitana de Campinas. 2014. 213 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281172>. Acesso em: 26 ago. 2018.
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cunha_TiagoAugustoda_D.pdf3.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.