Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270333
Type: TESE
Title: A interpretação de proverbios parodiados por afasicos e não afasicos
Title Alternative: The interpretation of parodized proverbials by aphasic and non aphasic
Author: Cazelato, Sandra Elisabete de Oliveira
Advisor: Morato, Edwiges Maria, 1961-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo identificar e analisar processos de significação no contexto das afasias, destacando aspectos lingüístico-pragmáticos da interpretação e manipulação enunciativa de sentidos veiculados nas paródias proverbiais por sujeitos afásicos e não afásicos. O que interessou foram alguns fenômenos característicos da paródia presentes na interpretação de provérbios parodiados, tais como: diferentes processos meta (lingüístico, pragmático, enunciativo, discursivo), intertextualidade, inferenciação, graus de metaforicidade e de cristalização lingüístico-discursiva.Nosso objetivo foi estudar o trabalho lingüístico-cognitivo implicado na interpretação dos enunciados proverbiais parodiados de forma a reafirmar a relevância do provérbio e da proverbialização para os estudos neurolingüísticos. Nesta pesquisa foram analisados dados lingüísticos de sujeitos afásicos e de sujeitos não afásicos coletados a partir de um Protocolo de Provérbios Parodiados elaborado especialmente para nossas finalidades. Com o Protocolo, procuramos focalizar o trabalho lingüístico e sócio-cognitivo, bem como o percurso enunciativo realizado pelos sujeitos na explicitação do sentido dos provérbios parodiados, além de verificar o reconhecimento do sentido desses provérbios e sua relação com os provérbios-origem. Na interpretação de enunciados parodiados, encontramos vários processos de significação verbal (lingüísticos, discursivos, inferenciais, referenciais etc.) e não-verbal (gestuais, mnêmicos, faciais etc.) que indicam diferentes níveis de reflexão do sujeito sobre a linguagem e seu funcionamento, indicando ainda a presença de uma competência relativamente à linguagem (cf. MORATO, 2005a) onde ela poderia estar perdida ou alterada, segundo o que se depreende da definição de afasia corrente na literatura afasiológica tradicional. A maneira pela qual os sujeitos afásicos e não afásicos atuam sobre os enunciados proverbiais parodiados é indicativa do que está em jogo em diferentes processos coocorrentes (lingüísticos, gestuais, mnêmicos, discursivos) no funcionamento da linguagem e do ato enunciativo. Não raramente, pudemos observar nos dados de sujeitos afásicos, à maneira do que ocorre com sujeitos não afásicos, o uso expressivo de gestos, risos, olhares, expressão facial e postura corporal, indicadores de sua tarefa interpretativa e da explicitação do sentido. Mais do que fenômenos meramente coadjuvantes, esses dados mostraram-se constitutivos do processo de significação e da construção do sentido, sendo relevantes para a interpretação e a expressão dos elementos parodísticos. Pudemos observar, ainda, nos dados dos sujeitos afásicos, que a instabilidade lingüístico-cognitiva provocada pela patologia cerebral leva o sujeito a ter dificuldades de ordem metalingüística; porém, isto não impede que eles lancem mão de ações reflexivas sobre e com a linguagem. Isso nos leva a reafirmar a presença de uma competência pragmático-discursiva (cf. MORATO, 2002a) que se constitui nas práticas interativas e na dependência de vários processos inter-atuantes de significação, bem como nos leva a admitir uma concepção de linguagem não redutível ao sistema lingüístico stricto sensu. Palavras-chave: Afasia, Provérbios, Paródia, Significação verbal e não-verbal, Processos Meta

Abstract: This research is aimed at identifying and analyzing processes of signification in the context of aphasias, highlighting linguistic-pragmatic aspects of interpretation and enunciative manipulation of meaning used in the proverbial parodies by aphasic and non aphasic individuals. What was important in this work was the presence of some characteristic phenomena of the parody present in the interpretation of parodized proverbs, such as: different target processes (linguistical, pragmatical, enunciative, discoursive), intertextuality, inferentiation, degrees of metaphoricity and linguistic-discoursive crystallization. Our objective was to study the linguistic-cognitive work implied in the interpretation of the parodized proverbial enunciations in order to reaffirm the relevance of the proverb and of the proverbialization for neurolinguistics studies. In this research were analyzed linguistic data of aphasic and non aphasic individuals and they were collected according to a Protocol of Parodized Proverbs that was prepared for this purpose. With this Protocol, we tried to focus on a linguistical and socio-cognitive work, as well as the enunciative journey done by the individuals in the explanation of the meaning of the parodized proverbs, besides verifying the recognition of meaning of these proverbs and its relationship with origin-proverbs. In the interpretation of parodized enunciations, we could find many processes of verbal signification (linguistical, discoursive, inferential, referential etc.) and non-verbal (gestural, mnemic, facial etc.) that show different levels of reflection of the individual about language and its functioning, showing yet the presence of a competence relative to language where it could be lost or altered, according to the current definition of aphasia in the traditional aphasiologic literature. The way in which the aphasic and non aphasic individuals act on the parodized proverbial enunciatives shows what is present in different co-occurring processes (linguistical, gestural, mnemic, discoursive) in the functioning of language and in the enunciative act. Occasionally, we could observe in the data of the aphasic individuals, in the same way that happens to the aphasic individuals, the expressive use of gestures, laughter, facial expressions and body posture, signs of the nterpretative task and meaning explanation. More than merely supporting phenomena, these data have shown to be constitutive of the process of signification and meaning construction, being relevant to the interpretation and expression of the parodized elements. We could observe, in the data of the aphasic individuals, that the linguisticcognitive instability caused by the brain pathology causes the individual to have metalinguistical difficulties. However, these difficulties do not hinder them to use reflexive actions with and about language. This fact makes us reaffirm the presence of a ragmaticdiscoursive competence (cf. MORATO, 2002a) that is constituted in the interactive practices as well as in the dependence of many inter-active processes of signification. It also makes us admit a conception of language that cannot be reductive to the stricto sensu linguistic ystem. Keywords: Aphasia, Proverbs, Parody, Verbal and non-verbal ignification, Target process
Subject: Afasia
Provérbios
Parodia
Significação (Filosofia)
Processos meta (Linguistica)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cazelato_SandraElisabetedeOliveira_D.pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.